‘A Vida Alheia’ é mesmo mais interessante que a sua?


Que o twitter virou termômetro da programa da TV, principalmente noturna, disso não tenho dúvidas. Ontem, enquanto a Rede Globo apresentava o primeiro episódio de ‘A Vida Alheia’, várias pessoas teceram comentários nada positivos em relação a atração.

Confesso que o assunto me interessa e já inclusive trabalhei como assessora de imprensa de “celebridades” por um curto (e saudável) espaço de tempo. O formato entre dramaturgia e série não me incomoda, apesar de não achar que não deve ser considerado um programa de humor. Em alguma medida, me lembra o finado ‘Cinquentinha’, que também flutuava nesta forma híbrida. O que realmente me incomou foi a produção em si: atuações caricaturais, roteiro com visíveis falhas de estrutura e direção frouxa.

Em relação aos assuntos tratados, apesar de alguns protestos, é inegável que o que foi mostrado acontece sim. Claro que no decorrer dos episódios espera-se que as histórias fiquem mais quentes e que os atores encontrem o ritmo necessário para nos prender em frente à telinha. Por enquanto, aguardo as cenas dos próximos capítulos.

A Vida Alheia
Escrita por Miguel Falabella, com colaboração de Antonia Pellegrino, Carlos Lombardi e Flávio Marinho, o seriado tem direção de Cininha de Paula, Marco Rodrigo e Miguel Falabella e direção de núcleo de Roberto Talma.
Quinta-feira, após A Grande Família

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: